DASOL
ABRAVA

Casas da CDHU de São José dos Campos ganham aquecedores solares

Moradores do residencial Santa Luzia, na região sudeste de São José dos Campos, estão experimentando uma novidade nos conjuntos habitacionais populares da cidade: chuveiros aquecidos por energia solar.

Trata-se de um projeto da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano) que foi implantado em São José em parceria com a prefeitura. A intenção é reduzir em até 40% o consumo de energia elétrica.

Ao todo, 132 apartamentos de 52 metros quadrados receberam placas para a captação da luz do sol. Os imóveis foram erguidos em blocos de quatro apartamentos cada, que começaram a receber moradores em julho.

A dona de casa Mônica Fátima Mota, 30 anos, e seus dois filhos pequenos aprovaram a novidade. A moradora do conjunto acredita que a economia na conta de energia elétrica beneficiará o orçamento da família. “A água sai bem quente e a gente ainda economiza na conta. Gostei muito da ideia”, afirmou.

Segundo Massuo Kimura, diretor de Obras da Secretaria de Habitação de São José, as células para captação da luz solar serão utilizadas em outros loteamentos populares, em pelo menos mais 650 imóveis que serão construídos na cidade.

“O equipamento é ainda um pouco caro, mas a instalação em casas populares pode baratear o custo. Essa é a meta”, disse Kimura.

Colocados no telhado dos blocos, as placas transformam a luz solar em energia e aquecem a água que passa pelas placas. Um recipiente pode guardar 200 litros de água aquecida, o que dá para até seis banhos diários.

Notícias

  • Brasil sobe em ranking de energia renovável

    O Brasil é apontado como o nono país do mundo mais atraente para investimentos em geração de energias renováveis, segundo o ranking Renewable Energy Country Attractiveness Index , da consultoria EY, que analisa o mercado de fontes limpas em 40 países. O ranking leva em consideração potencial de mercado, capacidade instalada, política setorial, cenário macroeconômico, infraestrutura e custo local de capital.
    | Leia mais |
  • CPFL Renováveis mira energia solar para diversificação

    São Paulo – A diversificação da matriz energética é considerada um dos pilares do trabalho de mitigação de riscos dentro da CPFL Renováveis, por isso o próximo dia 31 de outubro é aguardado com ansiedade pela companhia. É a data prevista para a realização do leilão de energia de reserva (LER) 2014, quando, espera-se, será […]
    | Leia mais |
  • Energia é desafio para início do novo mandato

    Os defensores e os opositores do polêmico pacote de redução tarifária amarrada à renovação das concessões de geração e transmissão de energia, lançado pelo governo em 2012, estão em acordo em pelo menos um ponto: a medida provisória 579/ 2012 (transformada na lei 12.783/ 2013) alterou a dinâmica do setor elétrico brasileiro. A intensa mudança regulatória, difícil de ser assimilada até por experientes técnicos do setor, ganhou contornos dramáticos com a ocorrência de um dos mais fracos regimes de chuvas dos últimos anos, o que levou o governo a adotar medidas emergenciais para garantir o abastecimento.
    | Leia mais |
  • Para zerar déficit habitacional serão necessários R$ 760 bi em dez anos

    As 2 milhões de casas que o programa federal de habitação popular Minha Casa, Minha Vida entregou foram um dos principais fatores que colaboraram para a redução de 8% no déficit habitacional do país entre 2009, ano em que a primeira edição do programa foi lançada, e 2012.
    | Leia mais |
Revista Sol Brasil – Setembro/Outubro de 2014

Conheça a Revista Sol Brasil


Torne-se um Associado
Av. Rio Branco, 1.492 - Campos Elíseos - São Paulo - SP - CEP 01206-001 | Telefone 11-3361-7266 | Fax 11-3361-7160