DASOL
ABRAVA

Casas da CDHU de São José dos Campos ganham aquecedores solares

Moradores do residencial Santa Luzia, na região sudeste de São José dos Campos, estão experimentando uma novidade nos conjuntos habitacionais populares da cidade: chuveiros aquecidos por energia solar.

Trata-se de um projeto da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano) que foi implantado em São José em parceria com a prefeitura. A intenção é reduzir em até 40% o consumo de energia elétrica.

Ao todo, 132 apartamentos de 52 metros quadrados receberam placas para a captação da luz do sol. Os imóveis foram erguidos em blocos de quatro apartamentos cada, que começaram a receber moradores em julho.

A dona de casa Mônica Fátima Mota, 30 anos, e seus dois filhos pequenos aprovaram a novidade. A moradora do conjunto acredita que a economia na conta de energia elétrica beneficiará o orçamento da família. “A água sai bem quente e a gente ainda economiza na conta. Gostei muito da ideia”, afirmou.

Segundo Massuo Kimura, diretor de Obras da Secretaria de Habitação de São José, as células para captação da luz solar serão utilizadas em outros loteamentos populares, em pelo menos mais 650 imóveis que serão construídos na cidade.

“O equipamento é ainda um pouco caro, mas a instalação em casas populares pode baratear o custo. Essa é a meta”, disse Kimura.

Colocados no telhado dos blocos, as placas transformam a luz solar em energia e aquecem a água que passa pelas placas. Um recipiente pode guardar 200 litros de água aquecida, o que dá para até seis banhos diários.

Notícias

  • Consumidores de olho no aquecimento solar

    Crise energética favorece uso de equipamentos que usam energia do sol para aquecer água
    | Leia mais |
  • Eletrotécnico produz parte da energia que consome no ES e economiza

    Para receber uma conta mais barata no fim do mês, o eletrotécnico Dinaldo Rosário dos Santos, morador da Serra, na Grande Vitória, passou a produzir parte da própria energia elétrica. Na residência, Santos conta com dez painéis fotovoltaicos instalados no telhado da casa. Além disso, ele ainda tem três aquecedores solar instalados, que aquecem 500 litros de água que vão para os chuveiros da casa, simbolizando uma economia de cerca de 30% no consumo de energia.
    | Leia mais |
  • Hotel sustentável economiza R$ 15 mil com uso de água da chuva e sol

    A promessa de economia já tornou muitas famílias adeptas das placas solares, em Campo Grande. Elas captam a luz solar, que é usada no aquecimento da água, mas há ainda outros sistemas, que podem aliviar o orçamento e, com a crise hídrica, que afeta a geração de energia no país, a preocupação não é apenas com o próprio bolso.
    | Leia mais |
  • Novidades para os mais de 12 mil alunos que iniciam as aulas de 2015 na Unesc

    Campus recebeu benfeitorias e embelezamento. Outra novidade para 2015 é a instalação de um novo sistema de aquecimento na piscina do Serviço de Fisioterapia das Clínicas Integradas.
    | Leia mais |
Revista Sol Brasil – Novembro/Dezembro de 2014

Conheça a Revista Sol Brasil


Torne-se um Associado
Av. Rio Branco, 1.492 - Campos Elíseos - São Paulo - SP - CEP 01206-001 | Telefone 11-3361-7266 | Fax 11-3361-7160