DASOL
ABRAVA

Casas da CDHU de São José dos Campos ganham aquecedores solares

Moradores do residencial Santa Luzia, na região sudeste de São José dos Campos, estão experimentando uma novidade nos conjuntos habitacionais populares da cidade: chuveiros aquecidos por energia solar.

Trata-se de um projeto da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano) que foi implantado em São José em parceria com a prefeitura. A intenção é reduzir em até 40% o consumo de energia elétrica.

Ao todo, 132 apartamentos de 52 metros quadrados receberam placas para a captação da luz do sol. Os imóveis foram erguidos em blocos de quatro apartamentos cada, que começaram a receber moradores em julho.

A dona de casa Mônica Fátima Mota, 30 anos, e seus dois filhos pequenos aprovaram a novidade. A moradora do conjunto acredita que a economia na conta de energia elétrica beneficiará o orçamento da família. “A água sai bem quente e a gente ainda economiza na conta. Gostei muito da ideia”, afirmou.

Segundo Massuo Kimura, diretor de Obras da Secretaria de Habitação de São José, as células para captação da luz solar serão utilizadas em outros loteamentos populares, em pelo menos mais 650 imóveis que serão construídos na cidade.

“O equipamento é ainda um pouco caro, mas a instalação em casas populares pode baratear o custo. Essa é a meta”, disse Kimura.

Colocados no telhado dos blocos, as placas transformam a luz solar em energia e aquecem a água que passa pelas placas. Um recipiente pode guardar 200 litros de água aquecida, o que dá para até seis banhos diários.

Notícias

  • Brasil sobe uma posição em ranking de maior custo de energia para a indústria

    Com os quatro últimos reajustes autorizados pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o custo médio da energia elétrica para a indústria brasileira subiu em 2014 de R$ 292,75 por megawatt-hora (MW-h) para R$ 301,66 MW-h. O aumento de 3% fez o Brasil perder uma posição no ranking internacional de maior custo de energia elétrica formado por 28 nações, passando a ocupar a décima colocação.
    | Leia mais |
  • Comunidade da Reserva Mamirauá cria pousada com foco em turismo ecológico

    Uma das principais apostas das comunidades da Reserva Mamirauá para garantia de renda às gerações futuras é o turismo ecológico de base comunitária. A preocupação com a sustentabilidade do negócio está em todo canto da pousada flutuante. Cada bangalô possui duas placas de energia solar. Uma para aquecimento de água e outra para luz elétrica.
    | Leia mais |
  • Conta de luz na área da AES Sul subirá 28,86% nas residências

    Durou muito pouco a promessa de luz barata. A conta do acionamento das usinas térmicas devido ao baixo nível dos reservatórios das hidrelétricas começa a chegar sábado a cerca de 3,8 milhões de gaúchos atendidos pela AES Sul, distribuidora que opera em 118 municípios nas regiões metropolitana, dos vales e centro-oeste do Estado
    | Leia mais |
  • Franceses do Grupo Saint-Gobain não acreditam que Goiás “vai mal”, como quer a oposição, e abrem 2º fábrica no Estado, com investimento de R$ 35 milhões

    O Grupo francês Grupo Weber Saint-Gobain no Brasil inaugurou nesta segunda em Planaltina a sua segunda em Goiás. Com tecnologia de ponta e processo 100% integrado, que evita desperdício de materiais, a unidade de Planaltina atende ao conceito de sustentabilidade do Grupo Saint-Gobain, que prevê soluções tecnológicas para redução do consumo de energia, além de priorizar o reuso da água, aquecimento solar e câmara de despoeiramento para maior conforto dos trabalhadores
    | Leia mais |
Revista Sol Brasil – Fevereiro 2014

Conheça a Revista Sol Brasil


Torne-se um Associado
Indique este site | Mapa do Site
Av. Rio Branco, 1.492 - Campos Elíseos - São Paulo - SP - CEP 01206-001 | Telefone 11-3361-7266 | Fax 11-3361-7160