DASOL
ABRAVA

Concurso premia projetos para habitação popular

A Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) e o Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB-SP) anunciaram nesta segunda-feira, 20, os vencedores do concurso “Habitação para Todos”, promovido pelas duas instituições para selecionar projetos arquitetônicos de moradias populares sustentáveis. Foram inscritos 61 trabalhos entre os dias 16 de março e 16 de julho.

Dirigido a arquitetos de todo o País, o concurso teve o intuito de fomentar a produção de novas alternativas para moradias populares sustentáveis que contemplem melhor técnica, preço e prazo de execução. “Espero que seja o primeiro de muitos concursos para que possamos dar continuidade na promoção de novas maneiras de ocupar a cidade”, avaliou a presidente do IAB-SP, Rosana Ferrai, durante o evento de premiação na sede da CDHU, em São Paulo.

Os trabalhos, avaliados por um júri formado por profissionais do IAB e da CDHU, deveriam contemplar a viabilidade econômica, a sustentabilidade ambiental, a urbanidade e, obrigatoriamente, prever soluções de acessibilidade com base nos conceitos do Desenho Universal.

Os projetos foram divididos em seis categorias: casas térreas, casas escalonadas, sobrados, edifícios de três pavimentos, edifícios de quatro e cinco pavimentos e edifícios de seis e sete pavimentos. O primeiro colocado de cada categoria recebeu um prêmio de R$ 50 mil. O segundo colocado levou R$ 25 mil.

Segundo os organizadores, os trabalhos apresentaram propostas inovadoras, práticas e aplicáveis que abordam a habitação de forma contemporânea desde a escolha do terreno até a pós-ocupação. Os seis projetos vencedores serão contratados pela CDHU e devem ser usados pela Companhia para construção de novos conjuntos habitacionais no Estado de São Paulo. O primeiro será licitado ainda em 2010.

Para o arquiteto Inácio Cardona, integrante do grupo vencedor da categoria “Casas Térreas”, o concurso foi um passo importante para melhorar a habitação de interesse social no Brasil. Segundo ele, um aspecto de grande importância em habitação popular é a praticidade. “Nosso projeto é simples, acreditamos que tocamos os jurados pela sua viabilidade”, disse.

Vencedor da categoria “Construção Escalonada”, Fernão Morato, explicou que a intenção foi fazer algo contemporâneo e funcional. “Privilegiamos também a possibilidade do morador ampliar sua casa posteriormente. Hoje, isso é feito na forma de ‘puxadinho’, o que acaba descaracterizando o conjunto”, disse Fernão.

Os trabalhos premiados no concurso serão documentados em um livro, que servirá de referência para projetos de arquitetura de interesse social e sustentável.

Sustentabilidade e Desenho Universal

A Secretaria da Habitação, por meio da CDHU, vem desenvolvendo uma série de medidas para que seus imóveis e conjuntos habitacionais sejam sustentáveis e utilizáveis por pessoas nas mais diversas condições. Por isso, adotou ações ambientais, como o uso de aquecedores solares para a água do chuveiro em todas as novas moradias.

Além disso, está implantando os conceitos do Desenho Universal aplicado à habitação de interesse social. Os novos projetos prevêem espaços públicos e privativos que possam ser utilizados por pessoas em qualquer condição e estágio da vida, ou seja, crianças, idosos, gestantes, obesos, pessoas com deficiência ou com dificuldade de locomoção, temporária ou permanente.

Confira a lista dos indicados:

Grupo 1 – Casas Térreas

1º Lugar – Projeto 03
Autores: Gustavo dos Santos Corrêa Tenca, Giuliano Augusto Pelaio e Érica
Cristina Rodrigues Souza
Equipe: Saulo Feliciano

2º Lugar – Projeto 01
Autor: Adriana Blay Levisky
Coordenadores: José Eduardo Borba, Cristiano Aprigliano e Renata Gomes
Consultores: Cesar Pereira Lopes, Paulo Vinícius Jubilut
Equipe: Lilian Braga, Raquel Abdian, Tatiana Antonelli, Vivian Hori, Reinaldo Ramos Queiroz, Caio Belleza, Daniel Maekawa, Ligia Gonçalves e Amanda Cassone

Menção Honrosa – Projeto 08
Autores: Evandro Fiorin, Fernando Sérgio Okimoto, Carlos Eduardo Soares de Sousa, Hiwersen Angelo Gnocchi Gogoy, Marina Mello Vasconcellos, Paula Aparecida Santini de Almeida, Suellen Ferreira da Costa, Victor Martins de Aguiar
Coordenador: Evandro Fiorin e Fernando Sérgio Okimoto
Equipe: (Curso de Arquiteturas e Urbanismo, UNESP – Presidente Prudente -SP) Prof. Dr. Evandro Fiorin, Prof. Dr. Fernando Sérgio Okimoto, Carlos Eduardo Soares de Sousa, Hiwersen Angelo Godoy e Martins de Aguiar

Grupo 02 – Casas Escalonadas

1º Lugar – Projeto 01
Autores: Augusto Aneas, Fernão Morato e Guilherme Gambier Ortenblad
Consultores: Mauro Zaidan e Werner Sobek

2º Lugar – Projeto 03
Autores: Maria Stella Boechat Cordeiro, Peter Malaga e Martin Lukac

Menção Honrosa – Projeto 02
Autores: Diego Brentegani Barbosa, Rafael Novais Passarelli e Thiago Saburo Inoue

Menção Honrosa – Projeto 04
Autores: Cássio Orlandi Sauer, Elisa Toschi Martins e Patrícia Milano
Consultores: Juliano De David e Michel Moreira

Grupo 03 – Sobrados

1º Lugar – Projeto 11
Autor: Carlos Cesar Arcos Ettin
Coordenadores: José Maria de Lapuerta Montoya e Paloma Campo Ruano
Equipe: Fernando Botton, Alberto Garcia Jiménez, Beatriz Martines González, Guilhermo Sicre, Jorge Romera Herrero, Luis Moranta Sastre, Magdalena Sakowicz, Marta Renom Carbone, Elena Tejeiro Medina e Rodrigo Rieiro Diaz Jeremy Rey

2º Lugar – Projeto 01
Autores: Carolina Neuding Afif Domingos, Kelly Lorenzetti Tiroli, Leonardo Nakaoka Makandakari e Vanessa Cassettare
Coordenador: Leonardo Nakaoka Makandakari
Consultores: Accacio Gomes de Mello Jr e Fernando Ruzene
Equipe: Joan Font e Nádia Manssur

Menção Honrosa – Projeto 10
Autores: Lilian Martins, Ana Lucia Rodrigues e Debora Utiyama

Grupo 04 – Edifícios de Três Pavimentos

1º Lugar – Projeto 02
Autores: Monica Drucker e Ruben Otero
Consultor: Pedro Teleki
Equipe: Ignacio Errandonea, Victor Minghini, Roni Ebina, Federico López Ortega, rebeca Swann e Stefanni Paulla

2º Lugar – Projeto 01
Autores: Pascoal Mario Costa Guglielmi, Pedro Ribeiro Guglielmi e Eugenio Amodio Conte
Consultores: Marcia Mikai Junqueira Oliveira, Luciana Schwandner Ferreira, Caio Frascino Cassaro, Lucelino C. Laranjeira e Eduardo Ronchetti Castro
Equipe: Leticia Ribeiro Guglielmi e Gabriel César e Santos

Menção Honrosa – Projeto 06
Autora: Anne Marie Sumner
Coordenadores: Jorge Felix, Renato Sordi e André Aeltonen
Consultores: Pedro Telecki, Roberto Inaba, Humberto Bellei e Valdir Pignatta
Equipe: Denise Xavier e Luciana Flores Martins

Menção Honrosa – Projeto 08
Autores: Paulo Marcos Paiva de Oliveira
Consultores: Marcelo Bontempo de Oliveira, Cristiane Guinâncio, Janis Cleiton  Alves de Oliveira, Marcio Albuquerque Buson e Luis Pedro de Melo Cesar
Equipe: Luiz Eduardo Sarmento Araújo, Mariana Roberti Bomtempo e Thais Nara Duarte Castro

Grupo 05 – Edifícios de Quatro Pavimentos

1º Lugar – Projeto 11
Autores: Gregory Bousquet, Carolina Bueno, Olivier Raffaëlli e Guillaume Sibaud
Equipe: Aline D’Avola, Pauline Beaumont, Thiago Bicas, Carolina La Terza e Paula Saad

2º Lugar – Projeto 12
Autora: Letícia Pezzin Fiebig
Equipe: Sabrina da Rosa Machry e Sebastián Joaquín Rial Rigo

Menção Honrosa – Projeto 04
Autores: Fabricia Zulin, Renata Fragoso Coradin e Carla Andrade da Silva
Equipe: Vivian Cuzziol

Grupo 06 – Edifícios de Seis e Sete Pavimentos

1º Lugar – Projeto 03
Autores: Lucas Fehr, Mario Figueroa e Daniel Bonilha
Consultores: Nicolás Parra, Ricardo Dias e Mauro Zaidan
Equipe: Mario do Val, Maria Paula González, Felipe Gomez, Guilherme Barahona, Mauricio Mendez, Jorge Paparoni, Juan Felipe Herrera, Sebastian Chica, Kirsti Oygarden e Santiago Ramos

2º Lugar – Projeto 07
Autor: Alter Smith, Sylvain Gasté, Romain Rousseau e Franck Biron
Consultores: Saint-Gobain França, Triptyque Architecture

Menção Honrosa – Projeto 01
Autores: José Carlos Franco Corrêa
Consultor: Leonardo Perazzo
Equipe: Angela Lourenço, Cesar Jordão, Christiane Duarte Teixeira, Clarissa Fontes  Paes, Danielli Carrilho, Hervé Logéat, Jackeline Garcia, Lina Motta Corrêa e Olivia Marra

Menção Honrosa – Projeto 04
Autor: Yuri Vital
Consultora: Stamatia Koulioumba
Equipe: Estagiários: Daniel Braz, Gustavo Duarte, Kleiton Maximus e Tatiana Diana

Da CDHU

Notícias

  • Antártida: reconstrução de estação custará US$ 110,5 mi

    Entre as novidades da nova estação, estará o novo modelo de cogeração de energia, que será usado também para aquecimento de água. "Nossa matriz de energia vai ser inteligente. Vamos trabalhar com geração eólica, solar e diesel", afirmou.
    | Leia mais |
  • Boa Viagem vai ganhar mais um hotel executivo

    Os executivos que visitam Pernambuco terão mais uma opção de hospedagem a partir de 2015. “...Todo o hotel será concebido pensando na sustentabilidade, gerando menos desperdício de energia. As lâmpadas serão de led e toda a água será reaproveitada, além do uso da energia solar para aquecimento da água”, diz Cavalcanti.
    | Leia mais |
  • Prejuízos no setor energético devem pesar na conta de luz em 2015

    Especialistas ouvidos pelo Jornal Nacional dizem que as distribuidoras não contrataram a energia que tinham que entregar aos consumidores.
    | Leia mais |
  • Etiqueta de eficiência energética passa a ser obrigatória em reformas e novas obras de edifícios públicos federais

    Brasil - No dia 5 de junho, foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) uma normativa que estende a obrigatoriedade da obtenção da Etiqueta Nacional de Conservação de Energia (Ence) para edifícios públicos federais. De acordo com o texto IN02/2014, publicado pela Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação, todas as edificações novas ou em processo de reformas deverão ser contratadas e desenvolvidas visando à obtenção da Ence classe "A".
    | Leia mais |
Revista Sol Brasil – Jun de 2014

Conheça a Revista Sol Brasil


Torne-se um Associado
Av. Rio Branco, 1.492 - Campos Elíseos - São Paulo - SP - CEP 01206-001 | Telefone 11-3361-7266 | Fax 11-3361-7160